Domingo, 22 de Junho de 2014

Paciência...

 

 

Se não tens paciência para ler... Vê só as imagens...

 

 

sinto-me: Tô nem aí...
rabiscado por daisy_daisy às 17:57

link do post | escravinha aqui | favorito
Sábado, 21 de Junho de 2014

Completamente Apaixonada....

 

 

 

 

 

MacBook Pro

sinto-me:
rabiscado por daisy_daisy às 18:17

link do post | escravinha aqui | favorito
Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

Tal e qual...

Não tenho mais nada a acrescentar... é tal e qual o que sinto... por agora estamos assim...

 

sinto-me: conjuntura desfavorável...
música: Amor Electro
rabiscado por daisy_daisy às 21:03

link do post | escravinha aqui | favorito
Quinta-feira, 19 de Junho de 2014

Nada perfeito...

 

Nada disso, nada disso mesmo, que ninguém se convença que é quase perfeito, pode parecer mas não é, lamentávelmente a mesma coisa sente-se de forma diferente, as elações diferentes, logo a reacções são diferentes. 

Não existe essa coisa da quase perfeição, na hora que precisas mais, na hora que estás à espera, na hora que passou, no dia que passou...

 

Por isso enquanto se descobre que não existe, acredita-se na balada do coração...

 

 

 

 

sinto-me: a melhor conselheira...
rabiscado por daisy_daisy às 23:37

link do post | escravinha aqui | favorito
Segunda-feira, 16 de Junho de 2014

Um sorriso por dia...

... nem sabe o bem que lhe fazia...

 

...a caminho do trabalho, vinha a ouvir a comercial, exatamente na hora da "mixórdia de temática", e desta vez eu só não sorri, como ri á gargalhada. Não é muito fácil isso acontecer, mas oicam e digam lá se não tenho razão...

 

 

 

 

sinto-me: Porquê????
rabiscado por daisy_daisy às 12:12

link do post | escravinha aqui | favorito
Sábado, 14 de Junho de 2014

Cheias de Mimo...

Ai que calor, então andavamos todos a queixar que o calor não vinha, pumba! Está aí um calor que não se pode.

A minha tensão não agradece nada disto, mas se está, há-que resfrescar da melhor maneira possível. Ao fim da primeira parte do meu dia de trabalho, decidi já ao final da tarde ir até à serra mais a minha patudinha. Disse ao meu sobrinho/afilhado, se queria ir, mas ele é muito copo de leite e começou logo com as cenas dele, que está calor, tem espinha, tem nata e eu já não tenho paciência, fui a casa e em menos de nada estava a chegar ao destino, lá em cima na serra estavam menos 10 graus que na cidade que marcava 33.º.

A minha chegada foi a conjutura perfeita...

Diverti-me imenso com a Minie, que cada vez tenho mais a certeza que é uma fiel companheira para a vida, foi tanto tanto o mimo, que saí de lá num banho de beijos e abraços. Deu vários mergulhos mas eu só molhei os pezinhos, a água estava muito fria, apanhei um pouco de sol e aproveitamos para tirar umas "selfie" as duas. 

 

(foto by daisy_daisy)

 

(foto by daisy_daisy)

 

(foto by daisy_daisy)

 

(foto by daisy_daisy)

 

 

E o nosso momento de lazer termina por aqui... assim...

 

(foto by daisy_daisy)

 

sinto-me: com uma amiga maravilhosa...
rabiscado por daisy_daisy às 13:08

link do post | escravinha aqui | favorito
Sexta-feira, 13 de Junho de 2014

Muito eu...

Olá amiguinhos, cá estou eu novamente, eu vou mas eu sempre volto.

Querem lá saber o circo da minha vida, sempre em cena, ora umas vezes a rir como se fosse uma actuação dos palhaços ora a chorar como se o espectáculo acabasse.

A vida é mesmo assim e temos sem dúvidas de ser fortes e adaptar o nosso ser ás adversidades da vida. Hoje quero falar das coisas boas, e das poucas coisas que me fazem verdadeiramente felizes, são pequenas fatias que juntas fazem o bolo da minha vida, com todos os ingredientes, simples, mas perfeitos. Vou começar aleatoriamente, porque tenho de começar por algum lado, não existindo o mais este ou mais aquele.

Obrigado vida, por ter colocado estes seres no meu caminho, estas amigas, que acredito cada vez mais que não foram colocadas por acaso, em cada uma delas, sendo  elas tão diferentes, sinto um porto seguro, sinto o meu verdadeiro eu. Sem dúvida que somos o reflexo umas das outras, S&C. Quatro mais quatro são oito, oito patinhas de amor, que me fazem brilhar os olhos, não são meramente oito patas, ou um monte de pêlos, são as minhas duas patudinhas do coração, sobre elas existe muito pouco a dizer porque tudo se resume a um amor único e incondicional, que poucos têm o privilégio de ter na vida. A concretização profissional, é de veras um dos pontos que me move a fazer mais e melhor, encaro todos os dias como um novo desafio, interiormente não existe cá o "vamos ver como corre", existe apenas "vai correr bem", porque eu cá estou para fazer isso acontecer. O momento do dia em que calço as sapatilhas, seja para a caminhada, para o "zumba" ou o fato de banho para a "hidro" são pequenos minutos que me abstraem de horas e horas, dias e dias de trabalho.

 

A vida é simples, complicado é mesmo, conseguir vive-la feliz!

 

sinto-me: Rainha sem castelo...
música: Little Pepe - No importa
rabiscado por daisy_daisy às 12:32

link do post | escravinha aqui | favorito
Quinta-feira, 12 de Junho de 2014

Quando eu era pequenina...

Aposto que ao lerem o titulo lembraram-se logo da música, "quando eu era pequenina...", a verdade é que no outro dia falei do meu jardim de infância e lembrei-me que numa das caminhadas, tirei uma foto a uma das janelas, inevitável não pensar, como ali fui tão feliz.

A verdade é que me trouxe algum nostalgia, olhei em todo o redor e vi o parque completamente abandonado, os baloiços partidos, ervas por todo o lado, nas janelas do edifício, restam ainda colagens nos vidros de flores, árvores e nuvens, existem também um sol. Era a nossa casa de todos os dias, a educadora toda a gente a conhecia por "Tia Dulçe", mas isto com sotaque brasileiro, era maravilhosa eu gostava tanto dela, lembro-me quando me levava para casa dela para brincar com a filha dela a Lara, pouco mais velha do que eu.

Recordei ainda algumas coisas que ainda me lembro, as festas de natal, com aquelas roupas de papel, o nosso grupo dançou a lambada, com aquelas saias rodadas todas coloridas, era sempre uma grande festa e todos os pais preparavam as coisas para o lanche naquelas mesas compridas, mesmo no meio da nossa salinha. Chorava na altura que o Pai Natal entrava para entregar as prendas, todos nós já sabíamos que era a "Tia Fernanda" (auxiliar), mas acho que a roupa do Pai Natal não me convencia muito. Lembro-me de ser chamada "Pastel de Nata", porque nunca queria comer e quando comia demorava uma eternidade, ficava sozinha naquela cozinha de mesa redonda, tinha mais que tempo de observar tudo, os cabides corridos logo ali ao lado, não tinham nome, mas todos sabíamos muito bem o de cada um. Aconteceu várias vezes, apesar de me lembrar apenas de uma, fugi da escola, estava tudo a dormir e aproveitei uma distracção e lá vinha eu rumo a casa, não sei bem como acabou mas eu não tive medo. Quem me ia pôr à escola era o "Vô Tó", na realidade era meu avô de afinidade, mas para mim sempre foi o verdadeiro, no caminho todo em campo até á escola, rebentávamos estalinhos, que são aquelas flores roxas de copinho de textura aveludada, apanhávamos os pezinhos de Nossa Senhora,  e às vezes até me levava ás cavalitas. Um susto que preguei a todos, numa tarde de brincadeira, engoli um agrafo, uma ponta aberta e outra fechada, a minha mãe soube do hospital quando a "Tia Dulçe" lhe ligou, até à bem pouco tempo tinha as radiografias.

Ao lado da escola havia um ringue, não era vedado, então utilizavamos umas pranchas das obras e faziamos um baloiço, ui, ui, quando eramos apanhados...

Lembro-me da cozinha de faz de conta, um fogão todo branco de madeira, do cesto dos vestidos, dos picotados que faziamos e de um jogo com peças muito coloridas.

 

Eu fui ali feliz, naquela escolinha... e como foi a vossa infância?

 

 (foto by daisy_daisy)

 

sinto-me: Ninita...
rabiscado por daisy_daisy às 21:50

link do post | escravinha aqui | favorito
Sábado, 7 de Junho de 2014

Madrinha babada...

Este ano é sem dúvida o ano de imensa responsabilidade. 

Além de ter sido convidada, com imenso orgulho pelo meu sobrinho, como madrinha de crismã, foi uma experiência muito boa. Fomos todas as vezes à missa juntos, a nossa cumplicidade é tão evidente como se andassemos na escola juntos.

O dia chegou, a madrinha com uma agenda profissional a rebentar pelas costuras, chegou atrasada, não foi muito, mas o bastante de toda a gente ficar a ver desfilar a madrinha mais gira ({#emotions_dlg.lol}).

Pasamos a missa toda em coferência sobre todo que o Sr.º Bispo estava a dizer, eu aconselhei-o a ouvir todas as palvras dele com atenção para podermos depois discutir os nossos pontos de vista, a determinada altura, virou-se e disse: "Sr.º Reitor, demita-se!!!", claro que não fiquei indiferente a tal afirmação, e até ele percebe a enorme diferença entre  retórica de um e de outro. O Sr.º Bispo fala aos coraões, sabe exatamente onde tocar, as palavras que utiliza a simplicidade da sua expressão e a meiguice que tem na sua palavra. Ao contrário do Reitor.

Fomos os últimos, os últimos no banco, até ficamos num banco que não estava sinalizado para os crismandos e respectivos padrinhos/madrinhas, fomos os últimos a chegar até junto do Sr.º Bispo. No coração da tia/madrinha, serás sempre o primeiro e que a vida nunca nos roube esta cumplicidade e carinho que temos um pelo outro.

 

Horas antes entreguei-lhe um envelope, que continha, um postal e um rosário alusivo à comunhão, achei por bem deixar umas palavras no postal...

 

 

 

 

Horas antes da cêrimónia dei-lhe um envelope, o envelope continha um postal alusivo e um rosário também do crismã, achei por bem deixar umas palavras para recordação...

 

Tenho também de acrescentar que tivemos uma discussão terrível, porque lhe comprei uma gravata branca com uns "salpicos" prateados, a camisa preta, portanto ia muito à imagem e semalhança da Madrinha, que seguia com o seu vestido preto justo, translucido no peito e mangas e com todos os acessórios em prateado... Quem tem assim uma madrinha tem tudo, quem não tem que arranje... (ihihihi)

 

 (foto by daisy_daisy)

 

sinto-me: babada...
música: Deolinda - Sai de casa...
rabiscado por daisy_daisy às 23:49

link do post | escravinha aqui | favorito
Sexta-feira, 6 de Junho de 2014

Completamente rendida....

 

 

 

 

Este já é meu...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
rabiscado por daisy_daisy às 16:50

link do post | escravinha aqui | favorito
Quinta-feira, 5 de Junho de 2014

As aventuras da Kiki...

As aventuras da Kiki e as desventuras da dona e do dono também...

Eu nem sei por onde começar, se por óculos com dois meses e apareceram todos ruídos, tanto armação como lentes, se por um telemóvel que ela deitou ao chão e só partiu o ecrã todo, se pelos 4 carregadores ruídos... Sei lá, eu nem sei mesmo por onde começar.

 

A Kika é uma gatinha muito muito mas muito fofinha, mas tem uma personalidade muito forte, e tudo lhe serve para destruir ou brincar. Mas eu nunca me lembro de tal destruição com o Miky... Tenho tantas saudades do Miky, tantas tanta e eles são tão diferente, é quase impossível não fazer comparações, mas não existe comparação possível. Enfim, esta gatinha maravilhosa é uma traquina daquelas verdadeiras.

 

Vejam só, quando fui ver a ninhada pela primeira vez foi ela que me chamou logo a atenção, pelo simples facto de os irmãos estarem todos a dormir e ela ser a única a andar em grandes vidas. A minha amiga logo me disse que ela era a mais activa de toda a ninhada, com esta energia e personalidade achei que tinha de ser a minha. Ao fim de algum tempo ponderei bem esta decisão, e achei já não ter paciência para estas "bebezices", queria um mais calminho, mas não consegui, ela foi mesmo amor à primeira vista. Kika a dona ama-te tal como és, mas por favor cresce mais um bocadinho para deixares de fazer disparates, pelo menos tão caros.

 

 (foto by daisy_daisy)

 

sinto-me: Uma dona em missão...
rabiscado por daisy_daisy às 16:26

link do post | escravinha aqui | favorito
Quarta-feira, 4 de Junho de 2014

Só é amor...

sinto-me: assim assado...
rabiscado por daisy_daisy às 17:14

link do post | escravinha aqui | favorito
Terça-feira, 3 de Junho de 2014

Só a mim...

Como prometido vou mesmo partilhar este último acontecimento, porque é tão bom, mas tão bom que é merecido partilha-lo, com muito suminho e contenúdo.

Como sempre dirigi-me ao supermercado com muita pressa, mas desta vez decidi levar um carrinho daqueles que se põem moeda. Não me apetecia vir carregada como sempre, além de não achar nada prático andar com aqueles camiões completamente desnalinhados, que depois de meios cheios vejo-me aflita para o conduzir. andei com ele para trás e para a frente, sempre com a carteira lá dentro, quando estava a dar por terminadas as compras, decidi consultar a lista que trazia mas que ainda não tinha tirado da carteira, verifico entãao que me faltava o detergente para a loiça. Decido deixar o carro ali perto das caixas mesmo á entrada do supermercado e fui lá num instante, a carteira na mão, o telemóvel, e a lista, em menos de nada estava junto do carro novamente, quando ia a por as coisas lá dentro afasto-me repentinamente pensando que me estava a engnar no carro, mas não era mesmo o meu, eram as minhas compras que estavam no seu interior. Fiquei completamente indignada, quando verifico, que me tinham roubado a moeda do carro e posto no seu lugar uma moeda de plástico vermelha, com publicidade de um outro supermercado. Chamei alguém responsável pela central de caixa, era a D. Rosa, nem queria acreditar no que me tinha acontecido memso ali assim completamente á descarada. "A minha Daisy, tudo lhe acontece" dizia ela também indignada. Agora só me dá vontade de rir, mas na altura não achei graça nenhuma. Mesmo em cima da hora do fecho decidimos dar uma volta pelos corredores para ver quem tinha moeda no carrinho no valor de 0.50€, haviam 4 carros e dois deles tinham moeda de 0.50€. fiquei de passar lá para verificarem nas cameras o ladrão de moedas...

 

Agora digam-me lá, isto é normal? " Isto só a mim...

 

 

sinto-me: "Gamada"
rabiscado por daisy_daisy às 22:01

link do post | escravinha aqui | favorito
Segunda-feira, 2 de Junho de 2014

Vista de olhos...

Ontem em tema de conversa dizia-me assim a minha amiga Catarina, então e o teu blog? Ela sabe perfeitamente o que este blog significa para mim... e isso deixou-me a pensar, depois de de lhe ter respondido, "Oh não tenho escrito nada, tenho cada vez menos tempo para ele... sabes, o trabalho...".

A verdade é que nós temos tempo sempre para o que queremos e o blog para mim não é meramente um vulgar blog, nele deposito vivência, emoções, indignações, lições de vida e muitos, muitos sentimentos. Não escrevo apenas palavras que formam frases, escrevo uma parte de mim...

Começo por dar uma vista de olhos pelos últimos "posts" e vejo o quanto estou a pôr de parte uma das coisas que gosto tanto de fazer, "simplesmente a Daisy", passa um dia passo outro, nisto passou uma semana, e mais de um mês e e blog, não vive, continua a sobreviver entre uma visita e outra...

 

Mas querem saber? Eu não mudei nadinha, até acho que em certos aspectos estou pior, mais exigente, com outras prioridades e a rubrica do "só a mim!" lembram-se? Pois é, também não mudou nadinha, oh já vos estou a mentir, mudou sim, mas para melhor, tenho peripécias das boas. Entao cá vai a mais recente! (cont...)

 

 

Imagens para Facebook - Sem pressa, mas sem perder tempo

sinto-me: Sem perder tempo...
rabiscado por daisy_daisy às 18:41

link do post | escravinha aqui | favorito
Domingo, 1 de Junho de 2014

Passado muito tempo...

 

Passado muito tempo, passados talvez 20 anos...

A Ana Paula era minha amiguinha do jardim de infância.

Lembro-me perfeitamente, na nossa escolinha existia um cesto de roupa, daqueles vestidos compridos, os quais nós adorávamos vestir e fazer de princesas de faz de conta. Existiam três vestidos que se salientavam dos de mais, então o mais giro, na minha perspectiva de criança era o meu, havia sempre grande disputa entre eles, mas eu podia ser a última a ir ao cesto mas o meu vestido estava sempre lá. Os outros dois lembro-me um ser cor rosa, aquele rosa velho cheio de flores miudinhas, era o da Ana Paula, crescemos juntas durante mais alguns anos, até entrar para os escuteiros com elas, infelizmente tive de abandonar, logo no primeiro ano, dada a ausência dos meus pais aos fins de semana, hoje a Ana Paula é chefe.

 

As nossas decisões profissionais naturalmente nos separaram, mas fiquei muito feliz quando por acaso, nas inspecções médicas obrigatórias, que tive de fazer através da empresa, a encontro com muita surpresa. Parecia que a nossa conversa não tinha fim á vista e foi maravilhoso ver a amiguinha de infância numa linda mulher e de um coração extraordinário.

 

No dia da criança num evento realizado pelo município mesmo à porta do café, assim que podia dava uma fugida até ao grupo dos escuteiros, onde realizavam várias actividades para os pequenos. E fiquei ali assim, no mimo da nossa amizade.

 

 

 

 

sinto-me: Amiguinha de infância
rabiscado por daisy_daisy às 23:12

link do post | escravinha aqui | favorito
Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Descoberta aos 30...

Isto até me dá vontade de rir...

Então chego eu aos 30 e descubro que tenho um defeito terrível, eu sou possessiva... Eu sou uma pessoa extremamente possessiva, eu nem sei se é bem este adjectivo que deveria utilizar, mas deve ser um que mais se assemelha, com a situação. É nas coisas que mais gosto ou pessoas, faço um verdadeiro "Tsumani". Vou apenas descrever um pequeno episódio, mas este sentimento reflete-se em praticamente tudo. Então, estava pronta para sair de casa, a ligar a aplicação do telemóvel para fazer mais uma das inúmeras caminhadas, distraí-me 2 minutos quando olhei em meu redor a Minie tinha desaparecido, desapareceu, eu fiquei num estado terrível, num sentimento de incapacidade, pois não a encontrava em lado nenhum e por mais que a chamasse ela não dava sinais. Fiquei até com dor de estômago, com tanta ansiedade. Outro exemplo, quando por exemplo o P. Miguuueeelll, não me atende o telemóvel, parece uma coisa normal, ás vezes não dá para atender, eu fico logo num estado de verdadeira "loucura", e se aconteceu, se deixou de acontecer isto e aquilo, quando o sentimento de não conseguir saber se está tudo bem, fico num estado, que infelizmente ainda não consigo controlar. porque eu gosto é de ter tudo sub controlo...

 

 

 

Sou uma garota possessiva. Tenho ciúmes de tudo que é meu e de tudo que acho que é meu. (Ana Carolina)

sinto-me: Possessiva...
música: Rainha sem Coroa - Bezegol
rabiscado por daisy_daisy às 12:05

link do post | escravinha aqui | favorito
Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Porque tem uma letra...

Ás vezes não basta ouvir a música, também tem de se sentir a letra...

 

sinto-me: romântica
rabiscado por daisy_daisy às 15:20

link do post | escravinha aqui | favorito
Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Vicíos...

Completamente viciada nas minhas caminhadas... Com a aplicação "run the map", que podem baixar na vossa loja, mercado ou "store" do vosso smartphone". Este programa, permite escolher entre a modalidade, correr, caminhar, entre outros desportos que podem seleccionar. Portanto, assim que iniciam a caminhada, no meu caso, tenho acesso, ao tempo decorrido, aos quilómetros feitos, a velocidade, actual, máxima e média, a altitude atual, os metros percorridos a subir e descer, tem a opção de introduzir o nosso peso, para assim fazer o calculo das quilocalorias gastas no tempo decorrido.

 

Tem também um mapa, que ao fim do exercício, conseguimos ver todo o percurso decorrido. É simples de usa, é só inciar no final pausar, ou sempre que quiser fazer qualquer tipo de pausa, e ver os resultados.

 

Esta semana, segunda, terça e quarta feira, foram 19.11kms. Claro que a caminhada foi sempre feita a 6 pegadas que a Minie também precisa de fazer muito exercicio fisico. E para quem tem animais é um grande incentivo levar os patudinhos. Atenção que o ritmo é imposto por eles, não vamos a passear, mas sim a caminhar a sério. Experiemntem e levem os vossos 4 patas...

 

 

 

1 of 8   2 of 8 

sinto-me: Em forma...
rabiscado por daisy_daisy às 12:18

link do post | escravinha aqui | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Um mal nunca vem só...

Começo a acreditar que existem forças do mal, que essa coisa nos afeta e afeta também o que nos envolve.

 

Tudo começou numa conversa menos normal com uma cliente bastante conhecida. Menos ética, menos tudo... entre risadas forçadas e brincadeiras e dizeres menos próprios...

 

Depois...

 

Num telefonema a perguntar se estava tudo bem com o P. Miguell, não, não estava, aliás estava tudo mal... O café estava num reboliço tamanho, uma arca a descongelar, uma ruptura num tubo de água, a máquina do café que posteriormente não funcionava, e para acabar tudo em beleza o aspirador queimou... Não nos conseguíamos mexer dentro do balcão, água por todo o lado, cliente a entrarem... um autêntico caos... a sério que isto está a acontecer?

 

Agora digam-me... acham isto normal???? Normal seria no meu entender acontecer com o tempo e tudo junto é o que? Azar?

 

Muito azar então!!!

 

 

 

"• Por pensamentos;
• Pelo que se ve;
• Pelo que se ouve;
• Pelo que se fala;
• Pelo que se faz;
• Pelos lugares que se frequenta;
• Pelo que se sente; "

sinto-me: Exausta...numa maré de azar
rabiscado por daisy_daisy às 12:09

link do post | escravinha aqui | favorito
Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Andem cá todos....

Andem, andem, que a Daisy chegou e vamos aqui reunir.

Isto é uma grande tristeza, mas mesmo mesmo, eu sei, eu sou uma grande "desnaturada", mas amiguinhos não é por mal é o dia, após dia, que me absorve por completo.

 

Mas tenho tantas coisas boas para contar.

Ontem foi dia de veterinário, a Dr Irene ficou bastante admirada por eu me ter deileixado tanto com o mês da vacina da Minie, mas infelizmente aconteceu, depois também tive a fazer tempo para que o "quim" tivesse dois meses, para o puder também levar. 

 

Vamos começar pelo "Quim", que é o mais novo e recente membro lá de casa, neste momento faz 2 meses e 4 dias, e mora connosco á um mês, e como já fez a idade para começar a levar as vacinas lá levei os dois para a consulta. Sou completamente uma dona babada com os meus animais, portaram-se tão bem, tão bem que tioveram de levar muitos beijinhos. Descobri que o Quim, não é um macho, mas sim uma Kiki, como eu docemente o costumava chamar, agora conformada com a ideia, o sexo forte lá em casa está sem dúvidas confirmado.

 

A Minie fartou-se de dar beijinhos à Doutora, que é uma querida, passamos muito tempo nesta consulta, porque entre vacinas e lambidas, tivemos de pôr a informação em dia.  Resumindo, foi vacinas em ambas, foi desparasitação, uma coleira para a Minie, foi o chip e foi uma data de post-its, para não me esquecer de pôr as pipetas, as próximas vacinas, as próximas desparazitações e afins. 

 

A KiKi também se portou muito bem, é uma verdadeira fêmea, muito desconfiada, e não é qualquer um que a engana. Encontrei também lá o outro Doutor, que me apoiou muito na hora que perdi o meu Miky, gente super boa e bons profissionais. O regresso a casa foi feito em paz e sossego, pois vinham cansados e também o calor fez com que ambas tirassem uma soneca pelo caminho.

 

(foto daisy_daisy)

 

 

sinto-me: Abençoada com 8 patinhas
música: Mariza - O Tempo não pára
rabiscado por daisy_daisy às 23:16

link do post | escravinha aqui | favorito

.sobre a D@isy

.Junho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
17
18
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds